Mapa-múndi de Martin Waldseemuller, ano 1507

O MAPA MAIS CARO DO MUNDO

(artigo em 3 partes)

Descoberto em 1901 num castelo na Alemanha, o mapa de Waldseemuller mostra como a Europa concebia o mundo na época das explorações de Cristóvão Colombo e Américo Vespúcio. É o mais antigo documento a conter a palavra "América". 

Durante 80 anos, a Biblioteca do Congresso dos EUA tentou adquirir a obra, considerada como a "certidão de nascimento" da América. Finalmente, em 1999, ela conseguiu reunir a fortuna que o príncipe alemão Johannes Waldburg-Wolfegg pediu pelo conjunto de documentos que incluía o Mapa de de Waldseemuller - este, sozinho, avaliado em 10 milhões de dólares.

O documento é grande - tem 3,5 m² - e está dividido em 12 painéis tipo quebra-cabeças. A coleção cartográfica da biblioteca americana contem 4,7 milhões de itens, inclusive 63 mil atlas e outros materiais originais, anteriores ao século 14. Mas o que interessa à gente, que não tem nem dez tostões, são certos aspectos curiosos desse mapão, que vamos destrinchar no próximo artigo.

 

(continua...)

Celso Serqueira e-mail do autor

  > fechar <

www.serqueira.com.br

© Copyleft 2005 CMS