Powhatan Mantle, 1608 - Tradescant Collection, Ashmolean Museu

O MANTO DE POWHATAN

Uma forma primitiva de mapa, o bordado deste manto, feito com milhares de conchas marinhas, descreve a região indígena do leste da Virgina, nos EUA, na primeira década do século 17.

Este inusitado "mapa" era usado por Powhatan, chefe supremo (paramount) de mais de 30 tribos do ramo Algonquian, por volta de 1608. A peça é um casaco grande e ornamental de couro de cervo, com bordado de conchas que traça simbolicamente o equilíbrio do poder entre as tribos daquela região. Mede quase 2,2m de comprimento por 1,6m de largura (infelizmente, a pouca resolução da imagem acima faz a majestosa capa parecer um "paninho").

As populosas tribos de Powhatan foram expulsas de sua terra pelos ingleses principalmente na segunda metade do século 17, em batalhas ou por tratados de paz. Milhares de ingleses ávidos por terras dizimaram e afugentaram a maior parte dos nativos. 

Alguns remanescentes vivem hoje em pequenas reservas, e outros, isoladamente, ainda habitam a sua terra original. A língua e a cultura de seus antepassados foi esquecida, principalmente em decorrência da evangelização dos "selvagens", promovida pela Igreja Anglicana nos séculos 18 e 19. 

Powhatan era o pai de Pocahontas, a indiazinha que se tornou Lady Rebecca e viveu em Londres, imortalizada em desenho animado pelos estúdios Walt Disney.

 
Celso Serqueira e-mail do autor

  > fechar <

www.serqueira.com.br

© Copyleft 2005 CMS