Home

 

Das Reich der Liebe, Leipzig, Johann Gottleib Immanuel Breitkopf, 1777

O MAPA DO AMOR

Em homenagem ao Dia dos Namorados, nada mais apropriado que um mapa com os caminhos do amor. Mas não se anime muito, pensando que sua vida sentimental está resolvida, porque as legendas estão em alemão. 

Este tipo de mapa alegórico começou a surgir no final do século 18 e fazia muito sucesso, embora fosse raro. Interessante notar que eles tinham a validade determinada para cem anos. Será que os autores estabeleciam este prazo por causa da permanente evolução de costumes? 

Esses mapas indicavam a "estrada da vida" e exemplificavam a trajetória de um casal desde o flerte até se tornar avô, passando pelos "caminhos" do namoro, noivado, casamento, nascimento de filhos, etc. No decorrer deste percurso, exibiam alertas para os desvios perigosos do adultério e para o pântano da rotina conjugal, por exemplo, mas também sugestões de passeios pela terra dos bebês e bosques do carinho. Bons tempos aqueles, em que as pessoas se apaixonavam e se amavam, e não apenas ficavam e transavam. Feliz Dia dos Namorados!

Celso Serqueira